Conheça os benefícios e nutrientes das frutas desidratadas



Todo fim de ano acontece a mesma discussão: colocar ou não uvas-passas no arroz? As frutas desidratadas aparecem com mais frequência nesse período e costumam criar brigas entre quem as adora e quem tira uma por uma do panetone ou do salpicão. Mas se todos soubessem os benefícios das frutas secas, com certeza essa discussão não aconteceria.

Benefícios das frutas desidratadas

Ao contrário do que se pode pensar, o processo de desidratação da fruta não retira totalmente as propriedades nutricionais. No geral, perde-se um pouco da vitamina C, que é mais sensível ao calor, mas mantém outros nutrientes. Entre eles o potássio, o magnésio, o fósforo, o ferro, o manganês e o cálcio, importantes para as funções estruturais e biológicas do corpo humano.

A principal vantagem das frutas secas é a praticidade, já que ocupam bem menos espaço que as frutas em seu estado normal. Elas não precisam ser guardadas na geladeira e duram até seis meses. Outro benefício é que elas são ricas em vitaminas do complexo B e em ácido pantotênico, fundamental para o funcionamento do sistema neurológico.

É bom frisar que as frutas secas não podem ser consumidas livremente, pois o processo de desidratação concentra os açúcares naturais e as torna mais calóricas que as frutas em estado normal. A falta de água gerada pela desidratação também diminui a sensação de saciedade, então é bom ser prudente nas escolhas.

As frutas desidratadas mais comuns são ameixa, uva, banana, maçã, tâmara e damasco. Conheça os benefícios de cada uma.

Ameixa

A ameixa seca tem grande quantidade de fósforo, que ajuda a tratar doenças degenerativas, e vitaminas do complexo B, que previnem o reumatismo, a artrite e aterosclerose. Rica em fibras, é excelente para quem sofre de prisão de ventre, pois ajuda a regular o intestino. Pessoas que sofrem com hemorroidas também podem se beneficiar da ameixa.

Uva-passa

Apesar de ser considerada a vilã de muitos Natais, a uva-passa ajuda no processo de cicatrização e no desenvolvimento dos glóbulos vermelhos do sangue. Para quem sofre de anemia, ela é uma excelente aliada, além de combater também doenças renais e osteoporose.

Banana

Essa é uma das frutas desidratadas mais benéficas ao corpo e à saúde. Ela é rica em potássio, que contribui para o equilíbrio hidroelétrico do organismo. Possui magnésio, que previne as câimbras, sendo indicada para atletas, e ácido fólico, que previne o câncer de útero e auxilia na formação de glóbulos vermelhos.

Essa fruta também é rica em ferro, em cobre, em cálcio, em flúor, em vitaminas do complexo B e em vitaminas C e E, que auxiliam no sistema nervoso e dão uma dose extra de energia.

Maçã

Tâmara

As tâmaras caíram no gosto dos adeptos de uma vida saudável. Na versão desidratada, também são boas opões para o pós-treino, pois oferecem energia imediata. Sendo fonte de potássio, é muito recomendada para pacientes que sofrem de hipertensão.


Damasco

Talvez o damasco seja o mais bem aceito dentre as frutas desidratadas. Ele é rico em vitamina A, o que ajuda na visão e reforça o sistema imunológico.

Como desidratar frutas em casa: 2 formas

É possível realizar o processo de desidratação das frutas em casa. Você pode fazer isso de duas formas diferentes, ou utilizando o forno tradicional ou o micro-ondas. Veja o passo a passo e faça suas próprias frutas desidratadas sem muito esforço.

No forno

Escolha as frutas que não estejam murchas e não tenham ferimentos. Dê preferência para aquelas que não amadureceram totalmente ainda, pois muito madura ela pode se desfazer durante o processo de desidratação.

Passo a passo

1. Lave bem as frutas. Tire as sementes e a casca e corte em fatias finas e pequenas. Frutas pequenas, como a uva, não precisam ser cortadas ou descascadas.

2. Cubra uma assadeira com papel-toalha de boa qualidade e disponha os pedaços de fruta em sua superfície. Não deixe que uma fatia toque a outra.

3. Deixe o forno em temperatura baixa, por volta de 60º C, para que a água seja eliminada sem que a fruta seja assada.

4. Espere algumas horas e verifique a consistência das frutas. Se estiverem com aparência seca e difícil de ser mastigada desligue o forno. Se estiverem crocantes ou soltando água espere mais um tempo.

5. Guarde as frutas em uma embalagem vedada e consuma aos poucos.

Cada fruta tem um tempo certo para desidratar no forno. A tabela a seguir oferece orientações, mas é importante verificar de tempos em tempos e não confiar somente nos dados fornecidos abaixo.

FRUTA TEMPO DE FORNO (60º C)
Maçã 6 a 12 horas
Damasco 23 a 35 horas
Banana 5 a 16 horas
Figo 12 a 20 horas
Uva 12 a 20 horas
Pêssego e nectarina 36 a 48 horas
Ameixa 24 a 36 horas

No micro-ondas

Depois de seguir os mesmos procedimentos de escolha e corte das frutas para a desidratação no forno, siga esse passo a passo.

1. Coloque uma colher de sopa de suco de limão em uma xícara de água. Mergulhe os pedaços de fruta nessa solução. Isso conserva a cor e faz com que a fruta dure mais tempo.

2. Disponha os pedaços de fruta em um prato forrado com papel-toalha dentro do micro-ondas, tomando cuidado para que as fatias não encostem uma na outra.

3. Selecione o modo “descongelar”, que dura em média 30 minutos, e durante esse período pause o micro-ondas algumas vezes. Isso é importante, pois é preciso virar os pedaços de fruta.

4. Ao fim do processo, guarde as frutas desidratadas em uma embalagem vedada.



Loading...

Comentar

three × four =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.